sábado, 15 de outubro de 2011

Meu faz de conta

Faz de conta que não doeu.

Faz de conta que já passou.

Faz de conta que tudo bem,

Que já estou bem...

Porque hoje, na verdade,

Nada está bem!

Porque hoje, de verdade verdadeira,

Não estou bem!

Sabe por quê?

Porque não se esquece...

A pessoa amada será sempre amada

Mesmo quando longe

(– dos olhos, do coração)

De repente, não mais do que de repente,

Deixo de ser a vítima para ser a vilã.

Sabe por quê?!!!

“Um milhão vezes zero, é zero.

Ou seja, não coloque sua intensidade onde não tem nada" [*]



[*] Tati Bernardi

2 comentários:

Sueli disse...

Como entendo disso, amiga! Sempre colocando o valor onde não tem. Muitas vezes deixando de valorizar quem o tem. Estou com saudade! Beijo grande!

Sueli disse...

Cadê você, hein???